Maior que Las Vegas, Macau a capital do oriente

Para muitos da nova geração a lembrança de colônias portuguesa permanece apenas nos livros escolares e ligados ao falar da língua materna, grandes nações mundiais como Brasil, agora exercem mais influência na metrópole do que o contrário. Entretanto algumas áreas diminutas espalhadas pelo mundo já foram possessões portuguesas, que muitos dos novos gajos nem sequer imaginam, entre elas está o território de macau, que junto com a ex possessão de Goa, formam o pequeno território português ultramar.

A província de Macau foi um entreposto comercial entre Portugal e China desde muito séculos, esse entreposto comercial foi criado para que os portugueses tivessem acesso à especiarias vindas da China: chá, e principalmente porcelana.

Como em toda zona de contato intercultural, a região de Macau ficou profundamente marcada pela mistura de culturas, que enriqueceu e tornou a região única em todo o planeta, mesmo após a devolução da possessão para a república popular da china, deu-se continuidade à política de autonomia da região, assim como assim acontece com a zona autônoma de Hong Kong, ex possessão britânica. A cerimônia de devolução da ex colônia portuguesa celebra no próximo ano 20 anos, com um rico legado português mantido em muitas das tradições do território, entre elas o ensino de língua portuguesa em muitas das faculdades locais.

Muito além do lema adotado pelo então presidente chinês para a cerimônia de devolução: “Um país, dois sistemas”, além do livre comércio praticado no território de Macau, outra tradição que pertencente tanto ao ocidente quanto ao oriente, convive em harmonia na cidade: Os cassinos, mesmo antes de sua junção com o território chinês.

Macau é conhecida como a Las vegas do oriente, mais do que isso, os grandiosos casinos da cidade arrecadam muito mais do que as casas de jogos da famosa cidade americana, a noite a cidade se transforma com seus luxuosos prédios e a agitação toma conta das ruas e contagia os apostadores que vem do continente e outros países vizinhos tentar a sorte  nas mesas de Macau.

Curiosamente a cidade é a única em todo o território chinês onde o jogo é legalizado, mais um dos motivos para atrair milhões de visitantes todos os anos, principalmente conterrâneos do país mais populoso do planeta, fazendo as cifras dos cassinos da cidade subir a alturas astronômicas chegando a ser 6 vezes maior que o faturamento de Las Vegas.

Caso decida fazer uma visita a estas famosas casas em macau não deixe de conhecer as mais tradicionais: Sands e como o próprio nome nos faz lembrar o Grand Portugal, casinos muito tradicionais, porém como capital das apostas do oriente, a cidade abriga uma quantidade quase absurda de cassinos de todos os tipos tamanhos e bolsos, alguns nos quais pode se passar horas sem ver o tempo passar.

Macau, além de possuir uma história única e multicultural possui uma herança de um povo sonhador e receptivo que tem orgulho de suas raízes entre dois mundos: China e Portugal, Oriente e ocidente, o novo e o antigo.